Abrem hoje as candidaturas para a maior competição de cleantech do mundo - O ClimateLaunchpad vai oferecer mais de 15 mil euros às melhores ideias

28 Março 2017

 

O UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, em parceria com a SPI – Sociedade Portuguesa de Inovação, promove novamente o programa que apoia ideias que reduzam o impacto negativo no ambiente. O vencedor da final internacional do ClimateLaunchpad, iniciativa da União Europeia presente em mais de 35 países, vai receber um prémio de 10 mil euros.
Ao ClimateLauchpad podem concorrer ideias de negócio cleantech – relacionadas com energias renováveis, eficiência energética, agricultura, água, transportes, tecnologia industrial e muito mais. Em 2016, esta iniciativa recebeu perto de 700 candidaturas de 30 países e totalizou um investimento de cerca de um milhão de euros. A final em Tallin, na Estónia, juntou as 87 equipas concorrentes e premiou as dez melhores ideias.  


Os projetos selecionados para o programa vão receber apoio na gestão e validação da ideia de negócio, preparação para pitch e acesso à rede internacional de contactos do ClimateLaunchpad. A participação garante, ainda, a oportunidade de frequentar um bootcamp de dois dias com um formador certificado, sessões de mentoria, e a apresentação do negócio a um painel de especialistas nacionais e internacionais.
“Em 2016, o UPTEC e a SPI promoveram pela primeira vez a competição em Portugal e não podia ter corrido melhor. A rede de parceiros do programa, do qual fizeram parte entidades como EDP, Câmara Municipal do Porto, Microsoft e Lipor, proporcionou visibilidade e oportunidades de negócio em áreas cruciais para o desenvolvimento destes projetos. Além disso, a final internacional é o local ideal para expandirem a sua rede de contactos própria, com parceiros oriundos dos 35 países participantes.” afirma Cláudia Ribeiro da Silva, Tech Business Developer do UPTEC.


A final nacional do ClimateLaunchpad 2017 acontece no dia 22 de junho no UPTEC, enquanto a final internacional vai ter lugar no Chipre a 17 e 18 de outubro. O vencedor da competição vai receber 10 mil euros, já o segundo e terceiro lugares vão ter um prémio de 5000 e 2500 euros, respetivamente.
As candidaturas para ideias portuguesas estão abertas até ao dia 7 de maio e podem ser feitas em http://climatelaunchpad.org/application-form/

 

Testemunho dos finalistas da edição anterior do ClimateLaunchpad
"O ClimateLaunchpad foi uma ótima experiência para o nosso projeto. Através de todo o feedback e ajuda que tivemos da organização e coachs, reconhecemos uma grande evolução na apresentação do projeto, modelo de negócio e foco de mercado. A participação na Final Europeia possibilitou fazermos diversos contactos com empresas e startups na área das cleantech e conhecer as diferentes tecnologias emergentes focadas na sustentabilidade do planeta."
Sara Gonçalves, Trigger.Systems

"O ClimateLaunchpad ajudou-nos a desenvolver e a decomper o nosso modelo de negócio através de uma perspectiva completamente diferente e focada na sustentabilidade ambiental. Foi-nos possível compreender melhor a dimensão da nossa tecnologia verde, um aspecto cada vez mais importante na evolução dos negócios do futuro"

Diogo Oliveira, Bio Boards

“O ClimateLaunchpad deu-nos as ferramentas certas para desenvolvermos o nosso potencial no universo do cleantech”
Pedro Pinto, Fibersail

 

Para mais informações, contactar:
Sofia Esteves - SPI
Email: sofiaesteves@spi.pt
http://www.climatelaunchpad.org/