Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI) participa na Pacific Europe Network for Science, Technology and Innovation (PACE-NET PLUS) Conference and Think Tanks, em Bremen, Alemanha.

24 Setembro 2014

Entre os dias 9 e 11 de Setembro, a SPI participou na Pacific Europe Network for Science, Technology and Innovation (PACE-NET PLUS) Conference and Think Tanks, que teve lugar em Bremen, Alemanha. O Projeto PACE-NET PLUS tem como objetivo apoiar a cooperação e o diálogo político entre a UE e o Pacífico, abordando três grandes desafios sociais: saúde, segurança alimentar e nutricional e mudanças climáticas e meio ambiente.

O evento realizou-se na Casa da Ciência (Haus de Wissenschaft) e incluiu sessões plenárias (introdução ao Projeto, introdução aos Grupos de Reflexão (Think Tank), definição de cenário, resumo e conclusão), e três Grupos de Reflexão: (1) Combater Doenças não Transmissíveis - NCD (Non-Communicable Diseases) - Opções de estilo de vida para melhoria da nutrição e bem-estar; 2) Explorar as convergências entre a ciência e o conhecimento empírico na agricultura e no meio aquático para uma vida sustentável e saudável no século XXI; e 3) Reforçar a resiliência da comunidade: gestão do ambiente, água e resíduos num clima em mudança.

A conferência e os grupos de reflexão promovidos em Bremen visaram: 1) Explorar as prioridades de investigação da UE e da região do Pacífico nos três campos; 2) Identificar nichos de inovação das três áreas temáticas e desenvolver ideias preliminares para iniciativas e atividades conjuntas; e 3) Fornecer recomendações políticas de todos os Grupos de Reflexão, que alimentem o diálogo político bi-regional para a melhoria da cooperação científica e tecnológica ao nível da tomada de decisão. Estes resultados serão apresentados no próximo evento do projeto que terá lugar em Auckland em dezembro de 2014.

A SPI, enquanto entidade parceira do consórcio e líder do Work Package sobre a Saúde, desempenhou um papel fundamental na organização do Grupo de Reflexão - Think Tank 1 - Health NCDs. Trinta e dois especialistas da Europa (Portugal, França, Alemanha e Reino Unido) e das ilhas do Pacífico (Kiribati, Tuvalu, Fiji, Nova Caledônia, Taihiti, Havaí, Samoa, Austrália e Nova Zelândia) participaram no Grupo de Reflexão, proporcionando importantes resultados e ideias sobre potenciais iniciativas e atividades conjuntas a serem desenvolvidas. Adicionalmente, a SPI promoveu ativamente a conferência, reunindo diversos stakeholders, tanto da Europa como do Pacífico. Neste sentido, a SPI expandiu o seu conhecimento e rede de contactos, não só nas temáticas da Saúde sobre Doenças não Transmissíveis, mas também entre os intervenientes na área da investigação e inovação do Pacífico.