SPI treina Pontos de Contacto Nacionais do Horizonte 2020 na Europa de Leste

05 Maio 2014

A Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI) esteve presente, nos dias 14 e 15 de Abril, em Minsk, capital da Bielorrússia, para formar Pontos de Contacto Nacionais do programa Horizonte 2020 nos países da Parceria de Leste. O recentemente iniciado programa Horizonte 2020 é a principal iniciativa da Comissão Europeia para o financiamento da investigação e inovação, tendo disponíveis cerca de 80 mil milhões de euros para apoiar ações de instituições originárias dos estados membros da União, de países associados e de países terceiros, entre 2014 e 2020.
Os Pontos de Contacto Nacionais são representantes do Horizonte 2020 em cada país, sendo responsáveis pelo fomento da participação nacional no programa bem como pela prestação de apoio técnico e administrativo a entidades dos seus respetivos países interessadas em participar. Nos países da Parceria de Leste (Arménia, Azerbaijão, Bielorrússia, Geórgia, Moldávia e Ucrânia), a maioria das redes de Pontos de Contacto Nacionais estão ainda num estado incipiente de desenvolvimento, sendo necessária formação a vários níveis, desde os aspetos administrativos e financeiros relacionados com a participação no Horizonte 2020 até aos aspetos técnicos e científicos ligados a temáticas de gestão da inovação e transferência de tecnologia.
A SPI, sendo especialista nas temáticas em questão, bem como um dos mais experientes participantes portugueses nos vários programas-quadro da Comissão Europeia para a investigação e desenvolvimento, foi designada como uma das entidades formadoras do projeto, tendo treinado cerca de 40 indivíduos com responsabilidades de Ponto de Contacto Nacional provenientes dos países da Parceria de Leste.
A ação de formação enquadrou-se no projeto IncoNet-EaP, promovido por um alargado consórcio internacional que integra a SPI, que procura fomentar a colaboração em ciência, tecnologia e inovação entre os estados membros da União Europeia e os países da Parceria de Leste. Este projeto, ainda em implementação, foi um dos últimos a ser financiado pelo 7º Programa-Quadro para a Investigação e Desenvolvimento Tecnológico, antecessor do Horizonte 2020, que terminou em 2013.
O projeto decorrerá até Agosto de 2016 e incluirá várias iniciativas de formação, disseminação e avaliação de políticas públicas na área da cooperação científico-tecnológica entre a União Europeia e os países da Parceria de Leste.
Mais informação em: http://www.inco-eap.net/