LinkTADs: SPI em programa europeu de colaboração UE-China na área das doenças animais com FAO

02 Janeiro 2014

O crescimento constante da população mundial tem-se manifestado numa elevada procura de proteína animal. De modo a dar resposta a esta necessidade, a produção agrícola e o comércio internacional de animais e dos seus produtos têm vindo a registar aumentos consideráveis. Esta realidade poderá ter um impacto direto na propagação transfronteiriça de doenças animais, assim como no aparecimento de novos elementos patogénicos. 

A investigação realizada a nível mundial detém muitas das respostas que permitem não só conhecer os mecanismos de propagação (epidemiologia), como também os diagnósticos adequados para a deteção e vigilância das doenças. A União Europeia (UE) e a China apresentam-se como dois dos maiores atores mundiais em investigação na temática da saúde animal. 

Lançado em Novembro de 2013 e financiado pelo 7.º Programa Quadro da UE, LinkTADs é um projeto de três anos que envolve 5 parceiros Europeus, 5 instituições chinesas e uma organização de âmbito internacional (FAO). O projeto pretende reunir institutos de investigação de renome internacional em cooperação transfronteiriça com o objetivo de coordenar a investigação entre a UE e a China, melhorando assim a excelência científica em saúde animal e promovendo o estabelecimento de ligações entre programas de investigação e projetos existentes na UE e na China. 

Para mais informação, por favor contacte o coordenador do projeto, Dr. Daniel Beltran-Alcrudo da FAO (Daniel.BeltranAlcrudo@fao.org) ou Doutora Sara Medina da SPI (saramedina@spi.pt). 



Consórcio: Food and Agriculture Organization of the United Nations; Europa Media Non-profit Ltd.; Royal Veterinary College; entre de Coopération Internationale en Recherché; Agronomique pour le Développement ; Swedish University of Agricultural Sciences; Shanghai Veterinary Research Institute; Harbin Veterinary Research Institute; China Animal Health and Epidemiology Center; Beijing Chinese Center for Disease Control and Prevention; Sociedade Portuguesa de Inovação; Huazhong Agricultural University.