SPI em programa europeu de aceleração e apoio à internacionalização de empresas TIC

21 Novembro 2013

“O grande problema nos dias de hoje na Europa não é a falta de startups, mas sim a falta de crescimento das empresas. O programa ACE (Accelerating Cross-border Engagement) aborda esta questão prestando apoio customizado a startups e PME altamente inovadoras no setor das TIC, ajudando-as a crescer internacionalmente", afirma Viorel Peca da Comissão Europeia aos parceiros do projeto ACE, durante a reunião de arranque do mesmo em Bruxelas. 

Na verdade, se olharmos para a distribuição etária das 500 maiores empresas cotadas mundialmente, verificamos que nas grandes empresas europeias se incluem apenas 12 empresas nascidas na segunda metade do século XX, em oposição às 51 empresas norte-americanas e às 46 oriundas de países emergentes. Das 12, apenas três empresas foram criadas na Europa depois de 1975, em comparação com 26 nos EUA e 21 nos mercados emergentes (www.bruegel.org/publications/publication-detail/publication/9-financing-europes-fast-movers). O ACE é um novo programa de aceleração feito à medida das empresas, que visa envolver startups, PME e empreendedores na área das TIC em cooperação transfronteiriça, de modo a impulsionar o seu crescimento. 

As 100 melhores startups e PME europeias no setor das TIC serão selecionadas para participar no Programa de Aceleração ACE, mediante um processo de candidatura que será lançado oficialmente em Janeiro de 2014. Às empresas selecionadas será atribuído um mentor experiente do seu país de origem (ou do país mais próximo dos parceiros do projeto). Este mentor “local” irá analisar os pontos fortes e fracos da estratégia de internacionalização da empresa, desenvolver em conjunto com os empreendedores um plano de ação individual de internacionalização, e colocar à sua disposição uma equipa de suporte e um conjunto de medidas de apoio à internacionalização. Isto poderá incluir a validação do negócio em living labs noutros países, o apoio direto na procura de parceiros e clientes, preparação do pitch para investimento internacional e apresentação a investidores, e espaço de escritório noutros mercados. 

Por exemplo, uma startup portuguesa interessada em expandir-se para os mercados francês e alemão será apresentada pessoalmente pelos parceiros do projeto nesses países a contactos relevantes, desde clientes a fornecedores ou investidores. 

Os candidatos não selecionados serão contactados individualmente e incentivados a desenvolver as suas estratégias de internacionalização através do contacto com outras empresas, investidores e mentores, sendo que este envolvimento será promovido através da comunidade online dos intervenientes do programa ACE. 


CONTEXTO

Lançado em Setembro de 2013 e financiado pelo Sétimo Programa Quadro da UE, o ACE é um projeto de dois anos que envolve 15 parceiros de 12 países europeus, incluindo incubadoras, clusters, living labs e aceleradoras de topo. A SPI e o Instituto Pedro Nunes (IPN - www.ipn.pt) são os parceiros portugueses. 

O programa ACE vai proporcionar um apoio intensivo customizado às startups e PME do setor das TIC, de forma a garantir a sua rápida entrada e crescimento nos mercados internacionais. O lançamento oficial das candidaturas ao programa ACE será feito no dia 1 de Janeiro de 2014. As empresas podem desde já manifestar o seu interesse em www.europeanace.eu

O ACE é um dos sete projetos financiados pela UE no âmbito do EUHub (www.euhub.eu). 

Para mais informações sobre o programa ACE, por favor visite www.europeanace.eu ou contacte-nos por email: margaret.mulligan@ebn.eu

Para mais informações sobre a plataforma EUHub, por favor visite www.euhub.eu ou contacte-nos por email: siobhan.mcquaid@ebn.eu.